ROGUIER.COM

Consultoria e Soluções

VISÃO 2020-2030

ESG – Ambiental – Social – Governança                                                       ENGLISH 

.

A nova demanda no mercado global por investimentos mais sustentáveis — tanto em termos ambientais quanto de governança corporativa — começa a instigar gestores de recursos do país no ajuste de suas operações.  Neste sentido, os bancos têm buscado calibrar suas carteiras pelos critérios definidos pela sigla ESG, que pregam a responsabilidade em questões ambientais, sociais e de governança.

dinheiro verde ESG

.

Melhores práticas ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês, como são conhecidas internacionalmente) vêm recebendo atenção internacional por estarem associadas a negócios sólidos e de maior resiliência contra riscos associados ao clima e a sustentabilidade e como meio estratégico de atratividade financeira e de estruturação, assim como de uma cultura íntegra de governança.

O que isso significa para os negócios no Brasil?

Governança e sustentabilidade

De acordo com recentes pesquisas, investidores e bancos estão utilizando esses parâmetros como pilares para tomada de decisão em investimento ou empréstimo com futuro potencial.

Isso acontece porque os critérios ESG ajudam a prover informações sobre as companhias onde eles estão injetando capital. Dados ambientais ajudam o investidor a entender o relacionamento da empresa com o meio ambiente e a sua dependência de recursos naturais, e suas ações em relação aos resíduos gerados. Métricas sociais ajudam os investidores a entenderem onde potenciais preocupações podem surgir em relação a direitos humanos, à relações trabalhistas, às comunidades e com o público. Enfim, empresas com boa governança são muito mais confiáveis e muito menos propensas a ceder para práticas não éticas.

O que tem a ver isso com as empresas brasileiras – pequenas e médias?

Conforme nossa experiência como escritório de consultoria empresarial, e principalmente industrial, vimos nos últimos 2 à 3 anos diversas empresas reprovadas em um dos 3 requisitos do tema, senão nos 3: Ambiental, Social e Governança. O que significa? Para certas empresas que tinham apenas um ou dois clientes de grande porte, significou simplesmente o encerramento das atividades da empresa, pois apesar do cerco cada vez mais forte por parte dos órgãos do estado, ou até cada vez mais frequente dos próprios clientes que exijam comprometimento, não se preocupavam com as licencias ambientais nem com as leis que regem o setor da empresa. Não se preocupavam com as regras básicas de segurança dos funcionários, ignorando todo tipo de bom senso. Até que chegou a conta. O cliente arrumou sem dó outro fornecedor.

Empresários precisam entender que todo o mercado, que sejam empresas fornecedoras de serviços e/ou de bens industriais, precisam enfrentar o ambiente de negócios com seriedade e comprometimento com as boas práticas, pois nenhuma empresa pode se dar ao luxo do erro nesse movimento de responsabilização. Ninguém quer pagar a conta do fornecedor descompromissado, pois tudo está sendo monitorado, cadastrado e potencialmente vasculhado, sobretudo em caso de acidente. Não tem onde fugir e tem que se encarar a realidade empresarial com responsabilidade.

Portanto, fique atento, pois chegou, é para valer, é irreversível, é salutar. Pequenas empresas têm que ser tão sérias quanto as multinacionais e devem se estruturar nesses pilares, a princípio não porque querem, mas porque se não fizerem perderão o mercado, pois seus clientes comprometidos passarão a buscar concorrentes que façam certo.

O tema ESG traz uma cadeia de valores modernos incontornáveis. Diversos modelos podem ser desenhados pelo futuro, porém, quem se comprometer com o assunto e pegar a dianteira vai certamente se livrar da concorrência por um bom tempo ou extingui-la de vez.

Como se adequar à esta realidade?

O empresário precisa procurar um escritório de consultoria, como a ROGUIER, e passar por uma auditoria interna de avaliação de seu negócio. Dependendo do tamanho da empresa, essa avaliação pode durar de 15 dias até 6 meses ou mais. A ROGUIER se dedica a este tema pelo fato de sermos um fundador de uma Joint Venture internacional de busca de financiamento internacional que coloca dinheiro barato à disposição do empresário brasileiro. No entanto, esse dinheiro barato tem o custo de atender apenas empresas que operam de modo satisfatório nos 3 requisitos da ESG: Ambiente – Social – Governança. Ou você acha hoje em dia que alguém irá se aventurar com uma empresa sem qualquer comprometimento?

.

Um dos passos mais importantes para aderir a critérios de sustentabilidade é firmar uma parceria com consultorias ou instituir um conselho voltado ao tema.

A ROGUIER  está ao  lado de sua empresa para alinhá-la aos requisitos e obrigações em relação às normas e exigências legais, assim como preparamos a sua equipe para gerir plenamente a área ambiental.

.

ROGUIER 2030 SDG

FacebookTwitterGoogle+LinkedInCompartilhar